Resultado que faz a diferença Venha para o Over:

Mundo Over

Os festejos juninos e o resgate da tradição e da cultura nordestinas

O mês de junho é muito importante no Over. Apesar das restrições impostas pela pandemia da Covid-19, a escola organizou festejos juninos adaptados e os familiares dos nossos alunos puderam acompanhar pela internet. Foram momentos de integração, alegria e preservação da cultura nordestina.

Se não foi possível realizar a costumeira festança, com todos presencialmente, a criatividade da equipe Over fez surgir lindas festas em formato híbrido. Os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental Anos Iniciais fizeram apresentações para os pais, que acompanharam por salas no Google Meet.

O evento contou com brincadeiras, jogos juninos, comidas típicas e muita animação.

O começo de tudo

Os festejos juninos tão tradicionais na nossa região e fazem parte da história do nosso povo. A festividade foi trazida pelos nossos colonizadores portugueses, durante o século XVI. Há um conceito religioso em homenagem aos santos católicos Santo Antônio, São Pedro e São João, mas, segundo historiadores, sua origem é pagã.

Mesmo fazendo parte do calendário de eventos de todo país, se popularizou mesmo na região Nordeste, que sedia as maiores festas do Brasil. 

Os festejos juninos são regados de danças típicas, como as quadrinhas, que reúnem centenas de pessoas em compassos sincronizados e muito divertidos.

Os estilos musicais que predominam durante as festas são o forró e o sertanejo universitário. E tudo isso com os trajes caipiras, como manda o figurino.

Vestidos e camisas xadrez, chapéus de palha e maquiagens características fazem dos participantes personagens fundamentais durante a festa.

Sem falar das comidas típicas, que são de dar água na boca. Quentão, canjica, pé de moleque e muitos pratos à base de milho.

Além de levar alegria, a festa junina tradicional também é extremamente importante para o setor de turismo, que acaba movimentando a economia e gerando rendas aos trabalhadores e empresas. Uma expectativa que fica agora para o São João de 2022, quando todos torcem para que já aconteça tudo presencialmente, com muito arrasta-pé e alegria.

A decoração das festas é outro destaque. Bandeirinhas e balões são responsáveis por dar o toque caipira à decoração. Geralmente coloridos, esses apetrechos são vistos por toda parte e até nas mesas de quitutes.

As estampas quadriculadas também são itens que jamais devem ficar de fora dos enfeites. Além de estarem nas roupas, o tecido pode ser usado em toalhas de mesa e também como parte de outros itens decoração.

Na região, as grandes festas juninas estão concentradas nas cidades de Campina Grande (PB), Caruaru (PE) e Mossoró (RN).

 Aliás, na capital do Oeste potiguar, Mossoró, o espetáculo Mossoró Cidade Junina já atraiu mais de 1 milhão de visitantes. Este ano, ocorreu em formato remoto com o “Chuva de Bala no país de Mossoró” se transformando em filme.

A apresentação lembra a história do povo daquela cidade que expulsou Lampião e seu bando. O concurso de quadrilha também é outra tradição no São João de Mossoró. Mas, neste ano de 2021, com todas as regras de distanciamento social, não ocorreu.

compartilhe:

Mundo Over

Os festejos juninos e o resgate da tradição e da cultura nordestinas

O mês de junho é muito importante no Over. Apesar das restrições impostas pela pandemia da Covid-19, a escola organizou festejos juninos adaptados e os familiares dos nossos alunos puderam acompanhar pela internet. Foram momentos de integração, alegria e preservação da cultura nordestina.

Se não foi possível realizar a costumeira festança, com todos presencialmente, a criatividade da equipe Over fez surgir lindas festas em formato híbrido. Os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental Anos Iniciais fizeram apresentações para os pais, que acompanharam por salas no Google Meet.

O evento contou com brincadeiras, jogos juninos, comidas típicas e muita animação.

O começo de tudo

Os festejos juninos tão tradicionais na nossa região e fazem parte da história do nosso povo. A festividade foi trazida pelos nossos colonizadores portugueses, durante o século XVI. Há um conceito religioso em homenagem aos santos católicos Santo Antônio, São Pedro e São João, mas, segundo historiadores, sua origem é pagã.

Mesmo fazendo parte do calendário de eventos de todo país, se popularizou mesmo na região Nordeste, que sedia as maiores festas do Brasil. 

Os festejos juninos são regados de danças típicas, como as quadrinhas, que reúnem centenas de pessoas em compassos sincronizados e muito divertidos.

Os estilos musicais que predominam durante as festas são o forró e o sertanejo universitário. E tudo isso com os trajes caipiras, como manda o figurino.

Vestidos e camisas xadrez, chapéus de palha e maquiagens características fazem dos participantes personagens fundamentais durante a festa.

Sem falar das comidas típicas, que são de dar água na boca. Quentão, canjica, pé de moleque e muitos pratos à base de milho.

Além de levar alegria, a festa junina tradicional também é extremamente importante para o setor de turismo, que acaba movimentando a economia e gerando rendas aos trabalhadores e empresas. Uma expectativa que fica agora para o São João de 2022, quando todos torcem para que já aconteça tudo presencialmente, com muito arrasta-pé e alegria.

A decoração das festas é outro destaque. Bandeirinhas e balões são responsáveis por dar o toque caipira à decoração. Geralmente coloridos, esses apetrechos são vistos por toda parte e até nas mesas de quitutes.

As estampas quadriculadas também são itens que jamais devem ficar de fora dos enfeites. Além de estarem nas roupas, o tecido pode ser usado em toalhas de mesa e também como parte de outros itens decoração.

Na região, as grandes festas juninas estão concentradas nas cidades de Campina Grande (PB), Caruaru (PE) e Mossoró (RN).

 Aliás, na capital do Oeste potiguar, Mossoró, o espetáculo Mossoró Cidade Junina já atraiu mais de 1 milhão de visitantes. Este ano, ocorreu em formato remoto com o “Chuva de Bala no país de Mossoró” se transformando em filme.

A apresentação lembra a história do povo daquela cidade que expulsou Lampião e seu bando. O concurso de quadrilha também é outra tradição no São João de Mossoró. Mas, neste ano de 2021, com todas as regras de distanciamento social, não ocorreu.

compartilhe:

O Over abrirá novas turmas de revisão voltadas para o ENEM. As aulas terão início no dia 16 de a …

Quem disse que as férias não podem ser com diversão, aprendizado e brincadeiras? O Over Colégio …

Trabalhar com educação é contribuir para a formação do cidadão, imprimindo nele a visão de pr …